sábado, 8 de maio de 2010

.apertando alguns parafusos.


Oh, veja bem, limpe a lente da sua memória... limpe pra deixá-la mais clara, não pra apagá-la...
as coisas acontecem, mas temos que nos conformar com a ordem dos fatos?
Mas olha, veja bem, isso já aconteceu!
É, temos o poder de escolha e não o da decisão final, as coisas acontecem muito interligadamente... os fatos são interdenpendentes. É causa e efeito. É isso e aquilo. É tudo a mesma coisa?

Sei não.


Acho que nem quero saber agora.
Mas decidi algo, eu decidi, o cumprir é outra coisa.
Zoom, foque, zoom, aproxime... mas não demais, se ver de perto é desafiador e sinceramente
me deu preguiça de encarar algumas coisas.
Eu tô falando de coisas demais, muitas coisas.
Eu 'tô' tentando falar, se eu 'tô' conseguindo é outra coisa.
Deixo, deixo...
Tranquila não sei, mas sem eixo, é, sem eixo!
O homem de lata era aquele que queria um coração...
O espantalho queria um cérebro,
O leão queria ser corajoso,
Dorothy queria voltar para casa, eles queriam algo... prosseguiram pelo caminho de pedras amarelas e a descoberta de que podiam se satisfazer com aquilo que já tinham e não com aquilo que queriam ter me deixa mais aliviada.
Dá pra se trabalhar com o que se possui, não é preciso criar nada,
só transformar, né isso?!
Talvez, é, pode ser, está sendo válido...

prossegue!




Nenhum comentário:

Postar um comentário