quarta-feira, 9 de junho de 2010

.ego ou usted?.


Sombra... raciocinando. Água fresca... sentindo.
Sol na cabeça, racionalizando, observando, um olho no gato, outro no rato ( e se o gato e o rato forem um só, olhos na mesma direção),
mas eu quero é ver além... observando-me.
Racionalizando sentimentos?
Me poupe, que mesquinharia!
Raciocinando eventos?
Eles se distorcem!
Na teoria é assim, na prática é daquele jeito,
daquele lá mesmo, que a gente não sabe!
O interesse não é desestruturar nada que foi formado, talvez seja só apresentar um outro ponto de vista! Quando a gente quer, a gente tem que demostrar, mesmo que sutilmente,
nada de desespero, a gente leva tranquilamente, porque nascemos para a missão de servir, de fazer valer, eu aprendi isso quando olhei pra trás.
O passado vira pedra, mas as estátuas podem revelar muita coisa, pode estar nos detalhes, na maneira que a pedra foi esculpida.
É só mais um.
Um é só mais um número entre tantos.
Um é uma palavra.
Um é elemento.
Um = artigo indefinido.
Um pode preencher um círculo.
Um = unidade.
Um é ímpar.
Um pode fazer transbordar.
Um pode ser o que falta.
Um pode ser o que sobrará.
Então é um... porque é complexo,
mesmo sendo um.
Hummm...
Hum com H.
Modifica porque acrescenta malícia em meu pensamento...
A questão é a disposição!
Me dedicar a mim, não deixa implícito
a minha indisponibilidade ao alheio .
...
com reticências,
mas sem previsão!

Extraño... sin despedidas!
Pero com saludos, mientras hablo 'hasta'.

Um comentário: