terça-feira, 9 de novembro de 2010

.viver pode ser pintar no escuro, pode ser colorir o escuro.

Têm que se passar por certas coisas para se aprender certas coisas, têm que se falar certas coisas para se ouvir certas coisas, têm que se viver certas coisas para se experimentar certas coisas, não que as coisas sejam certas, mas são coisas necessárias. Isso pode ser uma coisa óbvia e talvez por isso mesmo válida de ser lembrada. Quando palavras são vilãs e o silêncio já não se faz aliado, quando a inquietude toma a posição de constante (naquele momento), quando o momento passa e te deixa com algo, quando você acredita que sabe o que é e não sabe bem como viver o que acredita saber pode ser quando você vivenciou algo sublime e aprendeu uma grande lição.
Mesmo não nos sentindo preparados para muitas situações, as situações nos chamam para encará-las e as alternativas que temos não nos abstraem de tomar uma posição diante delas.
Amanhã é um dia novo, sendo velho em algum conceito, mesmo a aurora não dando sinal de iniciar o espetáculo que alguns aguardam  o dia de amanhã é velho em algum conceito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário