terça-feira, 5 de julho de 2011

.era mais ou menos isso que eu estava querendo escrever àquela hora.

Quero ser feliz? (A pergunta é.)
De maneira inconsciente todos queremos ser felizes, mas e tomar consciência da felicidade que nos é dada em cada oportunidade?
Difícil admitir que mesmo em meio as dores há alegria.
Quero ser consciente da felicidade diária de entrar em acordo com as decisões tomadas. Todos os dias.
Respeitando-me interiormente.
Despertar para uma saga de dificuldades sem construir problemas mesquinhos.
Não vale a pena acreditar que pode ser diferente se fizermos sempre o mesmo.
Quando pareço não ter mais tantas forças a meu favor, eis que surjo dentro de mim, como um viandante que retorna ao seu lugar de princípio.
Eu me tenho e me descubro a cada encontro, por mais breve que seja.
Me visito e vou. Deixo muito de mim em mim. Quero permanecer!
A Felicidade estando em mim, vai... mesmo ficando.