quinta-feira, 24 de novembro de 2011

'ab[surdo] não h[ouve].'

Quero ficar uns dias longe daqui, 
sem receber ou mandar sinais, 
me sinto fraca,
não sinto vontade de olhar no olho e conversar
assuntos que não me fazem bem e eu infantil demais, mas a consciência limpa é recompensa,
sinto vontade apenas de me isolar e procurar somente em mim 
um estímulo forte o suficiente que me faça reagir.
Um estímulo divino e humano.
Falo que não quero mais falar e faço isso falando...
Vou orar para esquecer relatos ouvidos e história vivenciadas...
Que as urubus sintam-se livres, mas que exista pássaros bonitos para nós, porque no fundo sinto que não merecemos nada ruim... cada um com sua maneira de querer viver em paz.


'Ab[surdo] não h[ouve].'

Nenhum comentário:

Postar um comentário