sábado, 31 de março de 2012

.meia-noite.

Viandante... percebo e me conecto.
Como existem pessoas que só reparam nos acessórios, nos brilhos...
Não pretendo dar a ideia de 'pequenos detalhes, grandes diferenças'.
É a ideia mesmo do fútil. De como a maneira que a pessoa se veste anula o jeito que ela se comporta.
E se não concordar com a minha ideia, nem ao menos aceita que ela exista.
É hilário ou trágico? Penso que é tipo um filme do Chaplin, uma tragédia bem humorada ou um humor meio trágico... fazer pensar sem se fazer chorar.