segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

.não se encontra nas prateleiras.


No meio de um movimento brusco sinto o cheiro de uma pessoa querida,
A saudade se alimentou dessa  lembrança. E cresceu neste instante.

Um movimento brusco revertido em um momento delicado.
A saudade se alimenta mesmo de lembranças doces,


Às vezes tornando aquela situação amarga... 

difícil de engolir a falta.
E foi um cheiro puro.
Um anseio de estar perto, 

Sem explicar motivos ou querer entender vontades.

Meu olfato sensível, apurou minha memória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário